Agência Nacional do Cinema
Campanha O audiovisual brasileiro é o Brasil assistindo ao Brasil
Tamanho da letra
  • botão de diminuição de letra
  • botão para letra voltar ao tamanho normal
  • botão para aumento de letra
Translate traduzir ImprimirImprimir

Diretoria Colegiada

Debora Ivanov
Nomeada diretora da ANCINE em 1º de outubro de 2015, com mandato até outubro de 2019
Nasceu em São Paulo. É advogada e produtora de cinema e televisão. Sua trajetória inclui a realização de mais de 60 obras audiovisuais - entre curtas, médias e longas-metragens, telefilmes e séries para televisão -, projetos que participaram dos mais importantes festivais nacionais e internacionais, acumulando mais de 200 prêmios. Foi por duas gestões (2009 a 2015) eleita Diretora Executiva do Sindicato da Indústria do Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), que representa empresas produtoras de cinema, televisão, publicidade, games e infraestrutura. Foi membro do Conselho Consultivo da SPCine, empresa pública de cinema vinculada à prefeitura e ao governo do Estado de São Paulo. Em 2015 foi indicada pelo Conselho Superior do Cinema como membro titular do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual, representando o setor audiovisual. Fundou e foi Diretora Executiva do Instituto Querô, organização sem fins lucrativos, dedicado à capacitação e inserção no mercado audiovisual de jovens em situação de risco social na região portuária de Santos.
 
Roberto Gonçalves de Lima
Nomeado diretor da ANCINE em 17 de janeiro de 2014, com mandato até janeiro de 2018
Nascido em Olímpia (SP), é dramaturgo e cursou a Faculdade de Filosofia da PUC-SP entre 1983 e 1987. Nas Artes Cênicas recebeu, dentre outros, o prêmio APCA, prêmio APETESP, e os prêmios Flávio Rangel, Centenário Oswald de Andrade e Prêmio Estímulo Dramaturgia da SEC-SP. Foi gerente de Cultura da Prefeitura de Ribeirão Pires (SP), coordenador do GT de Cultura do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, coordenador da I Conferência de Cultura de São Paulo e da I Conferência Nacional de Cultura, e gerente de Participação Social da Secretaria de Articulação Institucional do Ministério da Cultura. Atuou como assessor da Diretoria Colegiada da ANCINE entre 2007 e 2013, quando participou, entre outros, dos processos de formulação dos Programas Especiais de Fomento, Fundos de Financiamento da Indústria Cinematográfica Nacional, Prêmio Adicional de Renda, Regulação de mecanismos de fomento para a produção independente para Televisão, mecanismos de fomento e regulação da indústria cinematográfica, programa de expansão do Parque Exibidor “Cinema Perto de Você“ e formulação das instruções normativas de regulamentação da Lei 12.485 de 2011.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Christian de Castro Oliveira

Nomeado diretor da ANCINE em 19 de outubro de 2017, com mandato até outubro de 2021

 

Christian de Castro iniciou a carreira no mercado financeiro na década de 1990 no banco Garantia. Fundou com seu irmão, o roteirista e diretor brasiliense Erik de Castro, a BSB Cinema Produções e produziu os filmes “Senta a Pua!”, “A Cobra Fumou”, “O Brasil na Batalha do Atlântico” e “Federal”. Criou o primeiro Funcine pela Rio Bravo Investimentos. Foi diretor das distribuidoras Vereda Filmes e Lumière; assessor da diretoria da Ancine (integrou a equipe que estruturou o Fundo Setorial do Audiovisual); diretor comercial da RioFilme e diretor da Luminosidade pela Inbrands. Foi consultor da ABVCAP (Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital) para a qual coordenou o Venture Fórum tendo capacitado mais de 120 empresas inovadoras em diversos setores da economia, de biotecnologia a petróleo e gás. Como consultor capacitou e estruturou dezenas de empresas de economia criativa que acessaram e receberam investimento de investidores privados, fundos de investimento em participação, funcines e programas de financiamento do BNDES focados na economia criativa. Atuou como Diretor Executivo (CEO) da Luz Mágica Produções Audiovisuais, produtora de Cacá Diegues e Renata Magalhães. Também foi membro do Conselho de Administração das produtoras Glaz Entretenimento e Oca Animation; foi produtor de mais uma dezena de projetos audiovisuais, atualmente em diferentes fases de produção. Christian cursou Engenharia Aeronáutica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), graduando-se em Engenharia de Produção na UNIP, com pós-graduação em Film & Television Business e mestrado em Gestão do Conhecimento na Coppe, UFRJ.
 
Alex Braga Muniz
Nomeado diretor da ANCINE em 19 de outubro de 2017, com mandato até outubro de 2021
 
Alex Braga Muniz é advogado, Procurador Federal e membro da Advocacia-Geral da União (AGU) desde 2002.

Está em exercício na Agência Nacional do Cinema (ANCINE) desde o ingresso na carreira jurídica de Procurador Federal. Foi Coordenador de Consultoria da Procuradoria Federal junto à Agência Nacional do Cinema (PF-ANCINE), de março de 2003 até dezembro de 2005. Em seguida, atuou como Procurador-Chefe Substituto, até outubro de 2009. Logo depois assumiu o cargo de Procurador-Chefe da PF junto à ANCINE, no qual esteve até 20 de outubro de 2017. Em 27 de setembro de 2017 sua nomeação para compor o quadro da Diretoria Colegiada da ANCINE foi aprovada no Senado, após passar por sabatina na Comissão de Educação. Foi nomeado para o cargo de Diretor da ANCINE pelo Governo Federal no dia 19 de outubro.

 
 
 

Formulário de busca

Plano de Diretrizes e Metas

  • Conselho Superior do Cinema

Mapa de Mostras e Festivais

Mapa de Complexos Cinematográficos

Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual

Dados e análises técnicas sobre o mercado audiovisual brasileiro
 

Fundo Setorial do Audiovisual

Fundo destinado ao desenvolvimento da cadeia produtiva do audiovisual
 

Cinema Perto de Você

O programa que está levando mais cinemas para mais brasileiros
 

Carta de Serviços

Informa a sociedade sobre os serviços prestados pela Agência
 
 
OIA
CACI
Acesso à Informação
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal