Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 10/09/2018 12:38

ANCINE participa do Festival Internacional de Cinema de Toronto

Diretor-presidente da ANCINE intensifica política de internacionalização do audiovisual brasileiro

Preview
Ampliar
Christian de Castro (dir.) e Ana Fialho durante apresentação sobre perspectivas de coprodução com o Brasil

Representando o Brasil, a Agência Nacional do Cinema – ANCINE está presente na 43ª edição do Festival Internacional de Cinema de Toronto - TIFF, no Canadá, que começou na última quinta, 6 de setembro, e vai até 16 de setembro. Conhecido por reunir durante duas semanas os principais títulos que serão lançados até o fim do ano, o evento promove ainda palestras, debates, exposições e um evento de mercado.

 

Nesta terça-feira, 11 de setembro, o diretor-presidente da ANCINE, Christian de Castro, participou de um café da manhã organizado pelo Cinema do Brasil, para produtores estrangeiros, com a presença da Cônsul-Geral do Brasil em  Toronto, a embaixadora Ana Lélia Beltrâme. "Na ocasião, reforçou-se a coprodução internacional como estratégia de avanço no mercado internacional", disse o diretor.

 

Na tarde desta segunda-feira, 10 de setembro, o diretor-presidente esteve presente evento, organizado pelo Consulado do Brasil em Toronto e pelo Cinema do Brasil, que reuniu  distribuidores, agregadores de conteúdo para plataformas digitais e produtores brasileiros presentes no TIFF. O enfoque do encontro foi discutir as possibilidades de internacionalização do conteúdo brasileiro. "Conversamos sobre exportação e  estímulo à coproduções para as mais diversas plataformas a partir da expansão dos tratados de coprodução e construção de acordos de coinvestimento em desenvolvimento de obras para cinema, TV, games, além de realidade virtual e realidade aumentada. Informamos sobre as linhas de ação da ANCINE para o mercado internacional e sobre como atrair parceiros para melhor desenvolver nossa indústria por meio de coprodução e cooperação", explicou Christian de Castro.

 

No sábado, 8 de setembro, o diretor-presidente, ao lado de Ana Leticia Fialho (gerente executiva do Cinema do Brasil), realizou a palestra "Paisagens: Brasil", sobre o mercado internacional e o cinema brasileiro. Em sua apresentação, Christian fez um panorama do mercado audiovisual no país, explicou o  papel da ANCINE no fomento à indústria e das oportunidades de parceria e de negócios entre nações. Veja a apresentação do diretor-presidente aqui.

 

No domingo, 9 de setembro, o diretor-presidente se reuniu com produtores de diversas nacionalidades em rodadas de negócios, onde expôs aos interessados formas de coprodução com o Brasil. 

 

Para intensificar ainda mais a política de internacionalização do audiovisual, Christian de Castro e o assessor internacional da ANCINE, Gustavo Rolla, participaram do encontro entre produtores brasileiros e britânicos, com o objetivo de fomentar negócios de coprodução cinematográfica entre os países. No encontro, oferecido pelo British Film Institute - BFI e pelo Cinema do Brasil, os dois se reuniram com Ben Roberts, diretor do BFI, e John Archer, da Hopscotch Films, da Escócia.

 

Com o objetivo de estruturar linhas com base no orçamento aprovado pelo Comitê Gestor do FSA, na modalidade internacional para TV e outras plataformas, a ANCINE se reuniu ainda com Stéphane Cardin e Nathalie Clermont, representantes do Canada Media Fund, para conversar sobre possibilidades de desenvolvimento de parcerias no fomento a projetos de coprodução audiovisual entre Brasil e Canadá. “Avançamos também nas negociações sobre a renovação do Acordo Bilateral Brasil Canadá em reunião com o diretor do Canada Heritage, Ian Wallace”, acrescentou o assessor internacional, Gustavo Rolla.

 

Produções brasileiras na programação

 

A edição deste ano do festival canadense conta com a grande presença de produções nacionais. São ao todo sete filmes na programação, sendo cinco longas e dois curtas-metragens.


O longa "Diamantino", coprodução entre Brasil, França e Portugal,  é um dos destaques da seleção "Midnight Madness". O filme exibido em Cannes é uma paródia do universo do futebol, centralizada em uma figura inspirada em Cristiano Ronaldo.


Exibido no último Festival de Animação de Annecy, "Tito e os Pássaros" integra a programação "Discovery" ao lado de "Tarde para Morir Joven", coprodução entre Chile, Brasil e Argentina.


Foram selecionados ainda duas parcerias entre Brasil e Argentina: "Sueño Florianópolis", de Ana Katz, sobre uma família que embarca numa road trip da Argentina até Florianópolis; e "Rojo", de Benjamin Naishtat, sobre a vida de um advogado de sucesso que tem a vida abalada com a chegada de um detetive investigativo.


Já os curtas brasileiros representando o Brasil no evento são: "Guaxuma", premiado no Festival de Gramado, e "O Órfão", da diretora Carolina Markowicz.

  1. Da esquerda para a direita: Assessor internacional, Gustavo Rolla; John Archer, da Hopscotch Films; Ben Roberts, diretor do British Film Institute - BFI; e o diretor-presidente Christian de Castro

    Galeria
  2. Diretor-presidente da ANCINE, Christian de Castro, durante rodada de negócios com produtoras internacionais

    Galeria
  3. Encontro com distribuidores, agregadores de conteúdo para plataformas digitais e produtores brasileiros

    Galeria
 

Formulário de busca

 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal