Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 30/05/2019 11:10

Ancine promove encontro entre Festival de Locarno e profissionais do setor

Mesa redonda com curador do Festival aconteceu no Consulado da Suiça no Rio de Janeiro

Preview
Ampliar

No âmbito do programa Encontros com o Cinema Brasileiro, a Ancine organizou,  na terça-feira(28), uma mesa redonda com profissionais do setor e com o crítico de cinema Antoine Thirion, membro do comitê de seleção do Festival Internacional de Cinema de Locarno, que acontecerá entre os dias 07 e 17 de agosto, em Locarno, na Suíça. O curador foi recebido com palavras de boas-vindas pelo cônsul suíço, Rudolf Wyss, e pelo assessor internacional da Ancine, Adam Muniz, que conduziu a conversa.

 

 

Adam iniciou a sua participação enfatizando o bom momento do cinema brasileiro no cenário internacional: “Com as conquistas do Brasil em duas das mais importantes categorias competitivas do Festival de Cannes, estamos confiantes de que o cinema brasileiro será impulsionado para outros festivais, como Locarno”.

 

 

Ao ser questionado sobre a importância do festival, Antoine explicou que,  apesar de Locarno estar sempre se atualizando, o evento é um dos mais tradicionais do setor:  “O Festival de Locarno já tem mais de 70 anos, é um dos maiores do mundo”. Antoine Thirion  destacou que, mesmo com as mudanças na direção artística, não vê mudanças radicais na curadoria do evento:  “Acho difícil ter alguma grande mudança porque mesmo que se mudem os curadores, o processo de encontrar um filme é o mesmo e continua cercado de subjetividade”. Este ano,  será o primeiro sob direção da programadora francesa Lili Hinstin, nova diretora artística do Festival de Locarno, substituindo Carlo Chatrian, que assumirá a Berlinale. Quanto a programação, Thirion afirmou:  “Como nova expressão cinematográfica, é possível esperar ver os filmes de realidade virtual na mostra principal”.

 

Sobre o processo de curadoria, Thirion detalhou ser um trabalho árduo:  “A seleção é um processo que leva meses, envolve idas a outros festivais, visitas a workshops. Vai muito além de assistir filmes e até mesmo essa parte é angustiante, você não quer negligenciar nada, mas assistir integralmente a todos os filmes é algo humanamente impossível”. O curador também comentou a sua visão sobre os filmes brasileiros:  “Os filmes brasileiros são sempre cercados de diversidades”

 

A mesa redonda que recebeu o curador Antoine Thirion aconteceu no auditório do Consulado Geral da Suíça no Rio de Janeiro. O programa Encontros com o Cinema Brasileiro é uma iniciativa da ANCINE em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e com o apoio institucional do programa Cinema do Brasil.

 

 

 

 

Formulário de busca

 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal