Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 23/11/2017 17:56

Comissão de Gênero, Raça e Diversidade da ANCINE toma posse em evento pela celebração do Dia da Consciência Negra

Solenidade de apresentação do grupo de trabalho também incluiu homenagem à atriz Ruth de Souza

Preview
Ampliar
Ruth de Souza recebe placa de homenagem das mãos do diretor Roberto Lima / Foto: Nathalia Pires

“Um dia histórico”. Assim foi classificada pelo diretor Roberto Lima a data que marca a constituição da Comissão de Gênero, Raça e Diversidade da Agência Nacional do Cinema - ANCINE. O anúncio oficial e a apresentação dos titulares e suplentes do grupo de trabalho aconteceu no dia 21 de novembro, em solenidade no Escritório Central da Agência, no Centro do Rio.  O evento contou também com uma homenagem especial à atriz Ruth de Souza, presente à cerimônia,  e ao Dia da Consciência Negra.

 

A nova Comissão tem como objetivo desempenhar atividades relacionadas à promoção da inclusão, da diversidade e da igualdade de oportunidades no âmbito de atuação da ANCINE. Entre as competências da Comissão estão: Recomendar ações que promovam a inclusão, a diversidade e a igualdade de oportunidades e tratamento aos membros de grupos discriminados em função da cor, raça, etnia, origem, gênero, deficiências, idade, cultura, crenças, orientação sexual e outros; sugerir ações da capacitação voltadas à sensibilização contra discriminação e o preconceito; sugerir ações de capacitação voltadas à necessidade de promoção da inclusão, da diversidade e da igualdade de oportunidades; propor ações em parcerias com outras instituições públicas e privadas, ampliando a consciência da população quanto à promoção da inclusão, da diversidade e da igualdade de oportunidades e vedação da discriminação e preconceito.

 

A servidora Carolina Souza Ribeiro da Costa, presidente da Comissão, destacou a participação das diversas áreas da ANCINE que se mobilizaram para a realização do evento. “Esse é o resultado de intensa sinergia entre servidores da área meio e da área fim. A Coordenação de Qualidade de Vida, da GRH/SGI, concebeu o evento e convidou servidores da área fim, que prontamente se disponibilizaram e juntaram seus melhores esforços para a realização do evento e produção do vídeo com a atriz homenageada Ruth de Souza”.

 

O diretor Roberto Lima celebrou a criação da Comissão. “É uma grande conquista incluir essa questão no marco estratégico da ANCINE. E chegar a esse dia histórico apadrinhado e abençoado por Ruth de Souza é absolutamente fantástico”, afirmou Roberto, que falou também sobre as expectativas da Direção Colegiada: “Esperamos que essa Comissão consiga trazer para a Agência toda a complexidade que esse assunto tem e apontar caminhos efetivos, para passar por essa questão da inserção e fortalecimento da diversidade cultural brasileira”.

 

A nova Comissão terá 14 membros, tendo como titulares as servidoras e servidores – além de Carolina da Costa –, Maria Gabriela Pereira de Lima Gomes, Fabiana Trindade Machado, Bruno Henrique da Silva Miguel, Bárbara Malta Rabelo, Myriam Assis de Souza e Bruna Maria dos Santos. Compõem o grupo as (os) suplentes Eloiza Mara da Silva, Carolina de Lima Cazarotto, Deborah Luisa Yscava, Anderson Rodrigues Silva, Viveca Moura de Farias, Renata Lúcia de Toledo Pelizon e Denise Lezo. Eles terão mandatos de dois anos, prorrogáveis por mais um ano.

 

“Queremos que nossas atividades gerem resultados para o mercado audiovisual, em termos de renda, trabalho e diversidade de narrativas”, destacou a servidora Carolina da Costa, titular e presidente da Comissão, que citou o orador e jornalista Luís Gama, considerado um dos maiores abolicionistas do país, para falar dos desafios do grupo. “Luís Gama utilizou o texto da lei para mudar a realidade, para libertar os escravos do seu tempo. Que nós, como servidores públicos, possamos ir além da mera aplicação do texto da lei, que possamos fazer proposições e intepretações para fazer da lei um instrumento de mudança efetivas para o mercado que regulamos”.

 

Homenagem

 

A cerimônia também foi marcada pela homenagem a Ruth de Souza. Com atuação em 37 filmes e dezenas de novelas e produções televisivas, a carioca de 96 anos foi a primeira brasileira indicada ao prêmio de Melhor Atriz em uma mostra internacional de cinema: em 1954, ela concorreu ao Leão de Ouro no Festival de Veneza por sua atuação no longa-metragem “Sinhá Moça”, de Tom Payne.

 

Ruth também foi pioneira em outras frentes. Foi a primeira negra a protagonizar uma novela brasileira, em “A cabana do Pai Tomás”, exibida pela TV Globo em 1969. Além disso, foi a primeira atriz negra a se apresentar no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

 

As homenagens à artista incluíram a exibição do documentário “Ruth de Souza - Sobre ser quem se quer ser”, produzido e realizado por servidores da ANCINE – assista aqui. A obra conta a trajetória da atriz e os desafios de ser negro na dramaturgia brasileira. “Não sabia que todo mundo gostava tanto de mim. Agradeço a todos”, disse a atriz após a apresentação da obra. No evento, a atriz Maria Ceiça também fez pronunciamento sobre a importância da artista na dramaturgia nacional.

 

Documentário

 

Outro documentário exibido foi “A negação do Brasil”, de Joel Zito Araújo. O longa-metragem, de 2000, retrata participação do negro na teledramaturgia brasileira com diferentes depoimentos de atores e diretores. Na produção, além de tímida, a presença negra em novelas e minisséries da TV se mostra cercada de estereótipos e papéis inferiores. “Passados 16 anos, fico triste por ver uma atualidade do filme ainda muito grande”, lamentou o diretor ao falar da obra.

  1. A presidente da Comissão, Carolina da Costa, fala sobre os desafios do novo grupo / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
  2. O diretor Roberto Lima com alguns dos membros da Comissão de Gênero, Raça e Diversidade / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
  3. A atriz Ruth de Souza, a grande homenageada do dia / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
  4. O evento teve exibição de documentário sobre a atriz produzido pelos servidores da ANCINE / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
  5. Ruth de Souza se emociona durante a exibição do documentário / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
  6. A Sala Gustavo Dahl ficou cheia para a celebração do Dia da Consciência Negra / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
  7. A atriz Maria Ceiça homenageou Ruth de Souza / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
  8. O diretor Joel Zito Araújo fala sobre a participação do negro na teledramaturgia antes da exibição do seu documentário / Foto: Nathalia Pires

    Galeria
 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal