Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 17/02/2016 15:52

Divulgado o resultado preliminar da fase de habilitação da Chamada Pública PRODECINE 01/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas

Um total de 239 projetos foi habilitado. Prazo para interposição de recursos vai até o dia 26 de fevereiro

Preview
Ampliar

A ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram nesta terça-feira, 16 de fevereiro, o resultado preliminar da habilitação das propostas inscritas na Chamada Pública PRODECINE 01/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas. O edital disponibiliza R$ 40 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para o investimento em projetos de longas-metragens de ficção, animação ou documentário destinados às salas de exibição.

 

Foram consideradas habilitadas 239 propostas entre um total de 278 inscritas no sistema. O documento contendo o resultado preliminar da fase de habilitação apresenta a lista com todas as propostas habilitadas e inabilitadas, assim como as justificativas que acarretaram as inabilitações.

 

Recursos
 

Os responsáveis pelos projetos inabilitados têm um prazo de dez dias corridos, ou até as 18h30 do dia 26 de fevereiro, para apresentar recursos. Os recursos deverão ser interpostos exclusivamente por meio do Sistema de Inscrições do FSA.

 

Não será aceita nenhuma documentação complementar nem retificação da documentação apresentada na inscrição. O resultado do julgamento dos recursos será divulgado juntamente com a lista definitiva de projetos habilitados, que passarão então à fase de seleção, de caráter classificatório.

Confira aqui o resultado preliminar da habilitação das propostas da Chamada Pública PRODECINE 01/2015.

 

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

 

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, pela presidenta Dilma Rousseff, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual - FSA.

 

O resultado do primeiro ano do Programa superou as metas estabelecidas. Foram 306 longas- metragens e 433 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem sucedida, rendendo a estruturação de 55 núcleos criativos em todas as regiões do país, e projetando o desenvolvimento de 620 projetos.

 

O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado no dia 1º de outubro de 2015, no Rio de Janeiro, em cerimônia com a presença do Ministro da Cultura, Juca Ferreira, garantindo a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro.

 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal