Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 31/10/2018 17:51

Em sua 20ª edição, Festival do Rio estreia nesta quinta-feira

O evento exibirá 200 títulos de mais de 60 países, incluindo coproduções internacionais

Preview
Ampliar
Nesta quinta feira, 1 de novembro, começa o Festival do Rio, considerado um dos mais importantes do país, com aproximadamente 200 títulos de mais de 60 países, dos quais 84 são obras brasileiras ou coproduções internacionais.

Esta edição abrirá com o filme “Viúvas” de Steve McQueen, encerrando com “O Grande Circo Místico”, de Cacá Diegues, que foi apresentado em sessão especial do Festival de Cannes 2018.

Os longas na disputa pelo Troféu são: “Tinta Bruta”, de Marcio Reolon e Filipe Matzenbacher; “Domingo”, de Fellipe Gamarano Barbosa e Clara Linhart; “A Sombra do Pai”, de Gabriela Amaral Almeida; “A Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos”, de João Salaviza e Renée Nader Messora; “Morto Não Fala”, de Dennison Ramalho; “Nóis por Nóis”, de Aly Muritiba e Jandir Santin; “Azougue Nazaré”, de Tiago Melo.

Entre os curtas, concorrem: “Á Tona”, de Daniella Cronemberger ; “Boi”, de Lucas Bettim e Renan Carvalh; “Gopi”, de Viviane D'Avilla e Paulo Dimantas; “Antes que o Tempo me Esqueça”, de Leo Googod e Paulo Rodrigues; “Mais Triste Que Chuva num Recreio de Colégio”, de Lobo Mauro ; “Nomes que Importam”, de Angela Donini e Muriel Alves; “O Órfão”, de Carolina Markowicz ; “Preciso Dizer Que Te Amo”, de  Ariel Nobre ; “Princesa Morta do Jacuí”, de Marcela Ilha Bordin ; “A Retirada para Um Coração Bruto”, de Marcos Antônio Pereira ; “Universo Preto Paralelo”, de Rubens Passaro; “Você Não Me Conhece”, de Rodrigo Séllos.

O Troféu Redentor será entregue ao melhor longa e curta metragem, que serão escolhidos pelo júri.

O festival também exibirá filmes fora das categorias competitivas, como: “Berenice Procura”, de Alan Fiterman; “Benzinho”, de Gustavo Pizzi, selecionado este ano para o Festival Sundance; “Aos Teus Olhos”, de Carolina Jabor.

Esta edição terá exibições de versões restauradas de quatro clássicos do cinema nacional: “Rio 40 graus” (1955) e “Rio Zona Norte” (1957) de Nelson Pereira dos Santos; “Pixote: a Lei do Mais Fraco” (1981), de Hector Babenco; e “Central do Brasil” (1998), de Walter Salles.

O festival também contará com seminários, workshops, debates e concertos musicais.

A 20ª edição do Festival do Rio acontece entre 1º e 11 de novembro. Para mais informações, acesse o site do evento.

Serviços

Central de informações: 21 3523-8515

E-mail: contato@festivaldorio.com.br

Horários de atendimento: Segunda - Sexta de 10 às 19 horas
 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal