Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 17/07/2018 14:38

Hacking Rio promete maior competição de desenvolvedores já realizada no Brasil

Evento também terá palestras de alguns dos  maiores nomes da inovação no país e no mundo

Preview
Ampliar

O Rio de Janeiro, mais precisamente o Porto Maravilha, sediará o maior hackathon (maratona de desenvolvedores) que já se viu no Brasil. Serão 42 horas seguidas e intensas de desenvolvimento de novas tecnologias e inovação, entre os dias 27 e 29 de julho. Batizado Hacking Rio, reunirá mais de 1.200 especialistas em tecnologia, design e negócios, unidos pelo desafio de gerar soluções de alto impacto para problemas reais da sociedade e do mercado do Rio. “Trata-se de uma autêntica Olimpíada de Desenvolvimento”, garante Lindália Junqueira, co-fundadora do movimento Juntospelo.Rio, à frente da realização do Hacking Rio.

Os competidores se dividirão em doze clusters, de Educação a Segurança, passando por Turismo, Energia e Saúde, entre outras áreas. O time vencedor, aquele que apresentar o projeto mais bem avaliado por uma banca de especialistas, receberá a premiação de  R$ 15 mil e o direito às patentes dos protótipos desenvolvidos durante o evento. A competição dos desenvolvedores deverá receber times do Rio e de diversas outras cidades do país.

Além das competições, quem for ao Hacking Rio poderá participar de uma grande conferência sobre o tema Smart City (cidade inteligente), que contará com palestrantes internacionais que são referência em inovação, tecnologia, empreendedorismo e cidades inteligentes.

Brasileiros de destaque no segmento de inovação também falarão aos participantes do Hacking Rio. Nomes como Ozires Silva (ex-Ministro e presidente da Embraer), Rodrigo Sá - Head de Desenvolvimento de Negócios da Hyperloop Transportation (transporte em altíssima velocidade), Daniel Conti - CEO da Vice Media Brasil - e Christian de Castro - presidente da ANCINE.

O Hacking Rio também promoverá, durante os três dias de evento, o 1o Fórum Rio de Internacionalização, com visitas técnicas guiadas a aceleradoras, parques tecnológicos, hubs de inovação e startups cariocas, além de painéis com investidores e startups nacionais e estrangeiras. Também será organizada uma Exposição interativa, com entrada franca para os participantes convidados de projetos sociais, como  StartupIn Favela, CIEDS e Cinema Nosso. No espaço, Games 360 e novas tecnologias, como VR (realidade virtual) e AR (realidade aumentada).

Sobre o evento

O Hacking Rio é o resultado de discussões conduzidas no Juntospelo.Rio sobre inovação e formas de tornar o Rio uma “cidade inteligente”. O movimento de empreendedores e líderes empresariais apaixonados pelo Rio de Janeiro, se uniu para criar e potencializar soluções de problemas por meio da colaboração, da inovação e da tecnologia.

Rio de Janeiro, capital da inovação

O Rio de Janeiro subiu duas posições e aparece em primeiro lugar no quesito Inovação do Índice de Cidades Empreendedoras 2017 da Endeavor, que analisa o ambiente empreendedor no Brasil. A alta média de investimentos do BNDES e da Finep e a boa proporção de Mestres e Doutores em Ciências e Tecnologia nas empresas instaladas na cidade ajudou o Rio a alcançar a vanguarda da inovação do país, a despeito da grave crise econômica por que o estado passa.

Outro ponto de sustentação desta hegemonia da capital fluminense em Inovação é a criação na cidade do primeiro laboratório de Smart City (Cidade Inteligente). Parceria entre o InMetro e a ABDI, o projeto terá a supervisão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e buscará a implantação de soluções tecnológicas desenvolvidas para as cidades, simulando os desafios enfrentados nos grandes centros urbanos, em setores como Mobilidade Urbana, Segurança, Iluminação, Gestão de Resíduos, Saneamento Básico, Energia, Internet das Coisas (IoT), Tecnologias da Informação e Comunicação, entre outros.

 

 

 

 

 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal