Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 23/07/2004 18:00

NOTA MERCOSUL E CPLP (Rio de Janeiro, 21/10/2003)

ANCINE amplia iniciativas de integração: novas frentes são Mercosul e CPLP

NOTA À IMPRENSA

ANCINE amplia iniciativas de integração: novas frentes são Mercosul e CPLP

Rio de Janeiro, 21/10/2003 - A Agência Nacional do Cinema – ANCINE informa que fez-se representar em duas importantes iniciativas de integração dos mercados de cinema e audiovisual, uma junto ao Mercosul e outra em acordo com a Comunidade de Países de Língua Portuguesa – CPLP.

No primeiro evento, realizado paralelamente ao XV Festival de Cinema de Viña Del Mar, no Chile, de 10 a 11 do corrente, encontraram-se para a III Reunião do MERCOSUL Audiovisual, representantes do INCAA (Argentina), CONACINE (Bolívia), CNCA (Chile), INA (Uruguai) e ANCINE e MinC (Brasil) além do representante do setor cultural da Embaixada do Brasil no Chile. O Brasil enviou como delegados, Samuel Barrichello do Setor de Audiovisual do MinC e Jom Tob Azulay, Superintendente de Assuntos Estratégicos da ANCINE. Nesta reunião avançaram as discussões em torno dos seguintes assuntos:

  • Selo Mercosul: além da atual prática de uso do selo entre Brasil e Argentina, decidiu-se informar os demais países sobre os procedimentos aduaneiros a serem adotados para sua utilização e a ampliação do uso do selo à circulação de cópias destinadas à exibição comercial nos países da região;
  • Foro Audiovisual do Mercosul: em proposta da Argentina, aprovou-se a institucionalização do Foro Audiovisual do Mercosul como organismo auxiliar do Grupo do Mercado Comum do Mercosul e será apresentada recomendação para que o Foro das Autoridades Cinematográficas do Mercosul seja convertido em Reunião Especializada para fins de legislação de integração da industria cultural audiovisual da região. A medida é de grande alcance, uma vez que, a exemplo do que pratica a União Européia, poderão-se adotar medidas legais de fomento e proteção à atividade audiovisual com força de execução supranacional;
  • Programa de Cooperação Mercosul Audiovisual: esta proposta estabelece como prioridade para a Reunião Especializada, a criação de um programa de cooperação e apoio financeiro à produção e distribuição cinematográfica dentro do Mercosul, visando estabelecer também um Fundo Comum de Fomento e a viabilizar redes alternativas de exibição digital, assim como legislações de geração de meios de financiamento, a partir de rendas da própria industria, em particular das relações da associação cinema-televisão;
  • Associações ou Federações de Produtores do Mercosul: o Foro recomendou a criação destas associações para um diálogo permanente com o Foro.

Já entre os dia 16 e 18 do corrente, a ANCINE participou da Reunião de Representantes das Autoridades Cinematográficas dos Países de Língua Portuguesa, em Lisboa, Portugal, juntamente com membros dos países que compõem a CPLP – Angola, Brasil, Cabo Verde, Portugal e São Tomé e Príncipe. Embora ausentes, também serão abrangidos Guiné-Bissau, Moçambique e Timor-Leste. Nesta primeira reunião, ficou evidente a vontade de se desenvolver em conjunto a cinematografia e audiovisual dos países lusófonos e de reforçar o lugar do cinema e do audiovisual na cultura dos países da CPLP. Para tal, estão sendo encaminhados aos respectivos governos propostas no sentido de:

  • estabelecer uma instância especializada, composta pelas autoridades cinematográficas dos países lusófonos, dentro da estrutura da CPLP para reforçar a cooperação nestes setores;
  • elaborar um projeto de acordo multilateral no setor cinematográfico/audiovisual entre os países da CPLP, que será submetido aos Chefes de Estado e de Governo da CPLP, por ocasião da Cimeira a realizar-se em São Tomé e Príncipe em 2004;
  • estabelecer novos mecanismos de financiamento e de ações conjuntas a partir de recursos públicos e privados dos países membros da CPLP, com vistas a apoiar o fomento da formação, desenvolvimento, produção, distribuição e exibição de obras cinematográficas e audiovisuais;
  • incrementar os esforços nacionais e multilaterais em prol da promoção da diversidade cultural de forma a permitir a presença da cinematografia lusófona em todos os mercados do mundo, a começar pelos países da CPLP
Estas iniciativas, tanto junto ao Mercosul, quanto à CPLP, refletem prioridades da política externa brasileira e do Consenso de Buenos Aires, que ultrapassam a integração econômica e avançam no sentido da integração cultural, educacional e científica, na medida em que envolvem atores de vários segmentos trabalhando de forma unidirecional para alcançar objetivos que envolvem desde a formação de recursos humanos especializados até a viabilização de redes de exibição em plataforma digital, tecnologia de ponta dos meios audiovisuais.


Assessoria de Comunicação
ANCINE

 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal