Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 28/06/2019 16:10

Pais surdos comemoram aniversário da filha no cinema com acessibilidade

Legendagem e libras possibilitam uma experiência inédita à família

Preview
Ampliar
Nesta quinta (27), o casal de surdos Carolina Correia e Gutemberg Gomes assistiu a um filme brasileiro com suas filhas ouvintes Isabela, 10 anos, e Maria Clara, 04 anos, pela primeira vez.
 
 
Isabela pediu aos pais para comemorar o seu aniversário na estreia do filme "Turma da Mônica: Laços”, o live-action com os personagens dos gibis, criados por Maurício de Souza, que Carolina adora ler com a filha. 
 
 
A experiência foi uma grande novidade para a família, que já tinha ido ao cinema anteriormente, mas nunca para assistir a um filme brasileiro. Por não serem legendados, os filmes brasileiros são de difícil entendimento para os deficientes auditivos.  
 
 
Os recursos de legendagem, legendagem descritiva, audiodescrição e libras possibilitam não só a compreensão da história como também uma inclusão social dos deficientes visuais e auditivos. 
 
 
Desde o dia 17 de junho deste ano, 15% das salas de cinema dos maiores grupos exibidores do país passaram a ter a obrigação de possuir esses equipamentos. São 23 estados, 57 cidades e 94 complexos com acessibilidade. Até setembro, 35% das salas dos grandes complexos e 30% das salas dos grupos menores deverão ter os equipamentos. Até janeiro de 2020, 100% dos cinemas serão acessíveis. 
 
 
 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal