Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 17/12/2014 12:27

Programa Brasil de Todas as Telas investe quase R$ 20 milhões em filmes de autor

ANCINE anunciou os vencedores do primeiro edital voltado para filmes com propostas inovadoras e relevância artística: 17 projetos de oito estados dividirão os recursos

Preview
Ampliar

A Agência Nacional do Cinema - ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul -BRDE divulgaram nesta quarta-feira, 17 de dezembro, o resultado final da chamada pública PRODECINE 05/2013, linha de ação do Programa Brasil de Todas as Telas voltada para a produção de longas-metragens com propostas inovadoras e relevância artística. Em sua primeira edição, a linha recebeu 198 inscrições e selecionou 17 projetos, que dividirão o montante de R$ 19,4 milhões oferecidos pelo Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). O anúncio dos contemplados foi feito pelo diretor-presidente da ANCINE Manoel Rangel em coletiva de imprensa realizada no Rio de Janeiro.

 

A seleção dos projetos foi realizada por uma comissão mista formada por dois representantes da ANCINE, o assessor internacional Eduardo Valente e o especialista em regulação, Luciano Trigo, e por seis profissionais independentes – a roteirista e diretora Ana Luiza Azevedo; o cineasta e artista plástico Cao Guimarães; o jornalista, diretor e crítico de cinema, Cléber Eduardo; o professor e curador de cinema Richard Peña; o cineasta Karim Aïnouz; e o diretor e roteirista, Orlando Senna.

 

A comissão chegou a uma lista final de contemplados que prima pela diversidade. Há distintas gerações contempladas, desde decanos do cinema de invenção brasileiro, como Julio Bressane e Edgard Navarro, a um veterano como Murilo Salles, passando por alguns dos principais cineastas jovens de destaque internacional nos últimos anos, como Julia Murat, Fellipe Barbosa e Marina Meliande, além de um bom número de estreantes em longas com sólida carreira na direção de curtas-metragens.

 

Entre os contemplados, há projetos de produtoras do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Goiás, Rio Grande do Sul e Paraná. E não deve demorar muito para os filmes ganharem as telas. Todos os selecionados no PRODECINE 05/2013 vão completar seus orçamentos de produção com os recursos oferecidos pelo edital.

 

O diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel, destacou ainda a variedade temática assegurada pela seleção: “Os projetos selecionados pela comissão variam muito, dos mais experimentais a projetos narrativos de ficção, passando por três documentários. Em todos eles, a marca comum é a expressão de universos artísticos únicos, cuja expressão de seus diretores e roteiristas é total”, afirmou. Rangel chamou atenção ainda para o fato de que "o FSA sempre apoiou filmes deste perfil, mas a importância deste edital é que ele acelera imensamente a realização de filmes com esta característica de alta relevancia artistica e cultural, porque permite que o filme seja viabilizado 100% nesta convocatória. Possibilita que o filme tendo ganho o edital esteja pronto para chegar às telas e se realizar plenamente no intervalo de um ano."

 

A roteirista e cineasta Ana Luiza Azevedo se disse satisfeita em participar da comissão e creditou a importância da chamada ao fato de "criar a possibilidade de financiamento para filmes que provoquem um novo olhar sobre o Brasil e a cinematografia brasileira”.

 

Orlando Senna afirmou ter altas expectativas em relação à carreira dos filmes selecionados também no mercado interno: “Espero que esses filmes mereçam a atenção de distribuidores e exibidores para que cumpram seu papel de vanguarda. São filmes pensados para a faixa de cem a duzentos mil espectadores nas salas de cinema e uma carreira longa em outras janelas, na TV e na internet. Todas as grandes cinematografias dão importância a essa linha de ousadia e renovação e atualmente há um interesse especial do espectador com relação a eles, com a busca de novidades nas telas.”, disse ele.

 

Uma nova chamada pública da linha PRODECINE 05 estará aberta para inscrição de projetos já a partir da próxima segunda-feira, 22 de dezembro. Mais uma vez serão disponibilizados R$ 20 milhões para o investimento em filmes de característica autoral, com potencial de participação e premiação em festivais.

 

Conheça os projetos contemplados na Chamada Pública PRODECINE 05/2013:

Projeto: “A Sombra do Pai” / Proponente: Acere Produção Artística e Cultural (SP)
Direção e Roteiro: Gabriela Amaral Almeida - Valor investido pelo FSA: R$ 1.622.586.60
Sinopse: Quando Dalva, 9 anos, se vê sozinha em casa com o pai deprimido, a solução é tentar trazer a sua mãe de volta à vida. Dalva mora com o pai, o pedreiro Jorge e com a irmã dele, Cristina, num bairro popular de São Paulo. Quando Cristina sai de casa, pai e filha enfrentam a distância que os separa.

 

Projeto: “Abaixo a Gravidade” / Proponente: Truque Produtora de Cinema TV e Vídeo (BA)
Direção e Roteiro: Edgard Navarro - Valor investido pelo FSA: R$ 2.249.984,00
Sinopse: Bené é um homem idoso que há muitos anos vive recluso no Vale do Capão (Chapada Diamantina) empenhado na busca da paz que não encontrou na cidade grande. Tem feito grandes progressos espirituais, mas será posto a prova com a chegada de Letícia. Ela está grávida e se refugiou ali pra ter seu filho. Bené acolhe a moça e ajuda no pato. Ela nutre um profundo sentimento de gratidão que ele, carente e solitário, confunde com amor.

 

Projeto: “Ao Lado”/ Proponente: Syndrome Filmes e Produções Cinematográficas (RJ)
Direção e Roteiro: Felipe Scholl Machado - Valor investido pelo FSA: R$ 983.310,00
Sinopse: Estreia em longas-metragens do diretor do curta “Tá”, premiado no Festival de Berlim, “Ao Lado” trata dos conflitos de um adolescente (Diego, 17 anos) em fase de descobertas e em busca de sua identidade.

 

Projeto: “Baía de Guanabara”/ Proponente: Cinema Brasil Digital (RJ)
Direção e Roteiro: Murilo Salles - Valor investido pelo FSA: R$ 500 mil
Sinopse: A Baía de Guanabara e seu ecossistema em toda sua complexidade, sofrendo diariamente com a presença das indústrias que a costeiam e que lançam em suas águas 64 toneladas de carga orgânica e sete toneladas de óleo, contendo 0,3 toneladas de metais pesados como chumbo, cromo, zinco e mercúrio. Todos os dias!

 

Projeto: “Coiote” / Proponente: Filmes Fractais (MG)
Direção: Sergio Borges / Roteiro: Sergio Borges e Aline Portugal - Valor investido pelo FSA: R$ 896.395,41
Sinopse: A história de “Coiote” fabula um outro paradigma, uma outra forma de estar no mundo. Uma visão baseada nos desejos de liberdade e prazer do ser humano e em seu desapego aos bens materiais e afetivos. Problematiza a intolerância e violência contra as experiências sociais que fogem ao sistema de valores vigente.

 

Projeto: “Construindo Pontes” / Proponente: Maquina Filmes (PR)
Direção: Heloisa Passos / Roteiro: Heloisa Passos, Leticia Simões e Stefanie Kremser - Valor investido pelo FSA: R$ 497.012,00
Sinopse: Anos 1970. Um Brasil, em plena ditadura militar, empreende obras faraônicas em um controverso projeto conhecido como "milagre econômico". Desbravando caminhos e explodindo rios, a maior usina hidrelétrica do mundo foi construída: Itaipu. A trajetória recente do nosso país e a memória individual da cineasta Heloisa Passos estão interligadas através de um jogo de espelhos que começa pelo próprio pai da autora, engenheiro responsável pela construção de estradas nesse período.

 

Projeto: “Corpo Elétrico” / Proponente: Plateau Marketing e Produções Culturais (SP)
Direção: Marcelo Batista Caetano / Roteiro: Marcelo Batista Caetano e Hilton Lacerda - Valor investido pelo FSA: R$ 548.500,00
Sinopse: O cotidiano de uma fábrica têxtil da região metropolitana de São Paulo muda com a chegada de Elias, rapaz interiorano cheio de sonhos. Ao lado de Márcio, ex-transformista que se tornou costureiro da fábrica, ele promove festas e encontros para driblar a rotina e quem sabe conquistar sua grande obsessão: Filipe, moçambicano que trabalha na linha de produção.

 

Projeto: “Dias Vazios” / Proponente: Flo Projetos (GO)
Direção e Roteiro: Robney Bruno de Almeida - Valor investido pelo FSA: R$ 2.040.761,80
Sinopse: Conta a história de um dia na vida de Jean e Fabiana, um casal de jovens  namorados que tentam reinventar suas vidas em uma pequena cidade do interior brasileiro.  Eles cursam o último ano do ensino médio e vivem o velho dilema: ou vamos embora desta cidade ou ficamos aqui e continuamos a história de nossos pais. No final desse dia Jean se suicida e Fabiana desaparece. Dois anos depois, Daniel e Alanis, outro casal de jovens namorados, tentam entender como tudo aconteceu.

 

Projeto: “Gabriel e a Montanha” / Proponente: TV Zero Cinema (RJ)
Direção e Roteiro: Felipe Gamarano Barbosa - Valor investido pelo FSA: R$ 1.778.000,00
Sinopse: Aos 28 anos, o economista Gabriel Buchmann partiu para uma viagem ao redor do mundo que duraria um ano. Seu objetivo era percorrer os países mais pobres, da Ásia à África, como preparação para um doutorado em políticas públicas. No dia 16 de julho de 2009, a duas semanas de concluir seu sonho e voltar para o Brasil, Gabriel subiu o Monte Mulanje no Malawi e nunca mais desceu. “Gabriel e a Montanha” é a narrativa poética do seu desaparecimento e ascensão.

 

Projeto: Meio Irmão / Proponente: Oka Comunicações (SP)
Direção e Roteiro: Eliane Coster - Valor investido pelo FSA: R$ 1.220.019,00
Sinopse: A mãe de Sandra está sumida há três dias. Sandra tem 16 anos, é branca e filha de um relacionamento extraconjugal. De bicicleta, Sandra percorre locais que a mãe frequenta em busca de seu paradeiro ao mesmo tempo em que sua rotina diária vai se desestruturando. Procura o pai, que tem outra família, mas é rejeitada por ele. Ainda muito visceralmente ligada à mãe, sua insegurança se manifesta como revolta e desapego.

 

Projeto: Mormaço / Proponente: DM Filmes e Produções Artísticas (RJ)
Direção: Marina Meliande / Roteiro: Felipe Bragança - Valor investido pelo FSA: R$ 2.150.000,00
Sinopse: Rio de Janeiro em 2015, o verão mais quente de história. A cidade se prepara para as Olimpíadas, vemos uma radical transformação: prédios são demolidos, moradores são despejados e um calor infernal torna sufocante respirar. Ana, advogada de 32 anos, recebe um comunicado: o edifício em que vive na Glória foi vendido e será transformá-lo em hotel de luxo. Ana tem 3 meses para deixar o apartamento. Um filme sobre acumulação e como os corpos se comportam (e se transformam) em uma atmosfera cheia de tensão e energia.

 

Projeto: Mulher do Pai / Proponente: Okna Produções Culturais (RS)
Direção e roteiro: Cristiane Oliveira -  Valor investido pelo FSA: R$ 1.021.701,48
Sinopse:  Em uma pequena comunidade, próxima à fronteira do Brasil com o Uruguai, uma relação entre pai e filha se transforma. Ele é Ruben, um homem de 39 anos que ficou cego ainda jovem. Ela é Nalu, uma adolescente de 16 anos que está se tornando mulher. Eles precisarão aprender a se tratar como pai e filha depois da morte de Olga, mãe de Ruben – forte e super protetora, que os criou quase como irmãos.

 

Projeto: O Beduíno / Proponente: TB Produções (RJ)
Direção e roteiro: Julio Bressane - Valor investido pelo FSA: R$ 1 milhão
Sinopse:  Um beduíno e uma aeromoça encontram-se num deserto. Desse encontro, surgem fortes imagens do passado, sonhos esquecidos e a sensação de que terão que fazer a travessia dessa estrada juntos para entenderem o mundo em que estão.

 

Projeto: O Último Trago / Proponente: Alumbramento Produções Cinematográficas (CE)
Direção: Luiz Pretti, Pedro Diogenes e Ricardo Pretti / Roteiro: Guto Parente, Luiz Pretti, Ricardo Pretti, Pedro Diogenes e Francis Vogner dos Reis. - Valor investido pelo FSA: R$ 116.359,00
Sinopse: Longa de ficção que convida o espectador a mergulhar nos dramas e paixões de Augusto, Álvaro, Joachim, Vicente, Marlene, Cláudio, e Valéria que, em lugares e tempos distintos, se encontram em um momento limite entre a vida e a morte.

 

Projeto: Pendular / Proponente: Esquina Produções Artísticas (RJ)
Direção: Julia Murat / Roteiro: Julia Murat e Matias Mariani - Valor investido pelo FSA: R$ 953.865,00
Sinopse: “Pendular” é um filme de amor que narra a trajetória de um casal de artistas contemporâneos, Ele, escultor; Ela, dançarina, desde quando eles começam a morar juntos até um ponto crucial da relação, pós crise, quando talvez tudo termine. A história acontece em um grande galpão industrial abandonado dividido em um atelier de escultura; um espaço de ensaio de dança e um pequeno núcleo doméstico, onde mora o casal.

 

Projeto: “Rodantes” / Proponente: Mosquito Vídeo e Design (MG)
Direção: Leandro HBL / Roteiro: Lucas Camargo de Barros - Valor investido pelo FSA: R$ 1.598.632,00
Sinopse: Filme tripartido que narra a vida de três personagens: Tatiane, uma garota de 18 anos, ex moradora de Pinheirinho, que foge para tentar se reconstruir após um passado traumático; Odair, rapaz que viveu a explosão migratória rondoniense do início dos anos 90;  e Henry, um imigrante haitiano que, após a morte  da mulher, luta para criar os dois filhos pequenos.

 

Projeto: “Sobradinho” / Proponente: Coisa de Cinema – Cinema e Vídeo (BA)
Direção e Roteiro: Cláudio Marques e Marília Hughes - Valor investido pelo FSA: R$ 300 mil
Sinopse: A construção da Hidrelétrica de Sobradinho, Bahia, provocou a inundação de quatro cidades e o deslocamento de mais de 73 mil pessoas. O documentário propõe o resgate da história dessa região através das memórias de quatro mulheres que viveram o processo de forma intensa, aliado a farto material de arquivo e imagens realizadas nos dias de hoje.

 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal