Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 19/10/2017 12:02

Senado Federal aprova a indicação de Christian de Castro Oliveira para Diretoria da ANCINE

Indicado tem mais de 18 anos de experiência no mercado audiovisual

Preview
Ampliar
Foto: Pedro França/Agência Senado

Christian de Castro Oliveira teve o nome aprovado pelo Senado Federal, nesta quarta-feira, dia 18 de outubro, para ocupar o cargo de diretor da ANCINE. A indicação teve 45 votos favoráveis no Plenário – houve mais três votos contrários e uma abstenção. O produtor de cinema já havia passado pela sabatina na Comissão de Educação, Cultura e Esporte da Casa, que aconteceu no dia 10 de outubro, com aprovação unânime dos 14 membros.

 

Formado em Engenharia pela Universidade Paulista (Unip) e com pós-graduação em Film & Televison Business pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Gestão do Conhecimento e Inteligência Empresarial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - Coppe/UFRJ), Christian tem mais de 18 anos de experiência acadêmica e profissional no setor audiovisual. Além de consultor especializado em economia criativa, é CEO da Luz Mágica Produções Audiovisuais.

 

Durante sua fala na Comissão de Educação do Senado, Christian defendeu menos burocracia e maior regionalização dos investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual -  FSA. Ele destacou  que o Nordeste foi a região que mais consumiu filmes brasileiros, mas reconheceu que isso muitas vezes não se reflete no volume de produção local. “Sou um produtor do Centro-Oeste e conheço as barreiras. É necessário ampliar e aprimorar os programas existentes”, adiantou.

 

Christian também ressaltou a importância do fortalecimento sustentável de todos os elos da cadeia do audiovisual.  Na visão do novo diretor, deve-se buscar aumento do consumo, com  capacitação, investimento em produção e distribuição e nas áreas de infraestrutura e tecnologia.

 

Ainda na sabatina, Christian de Castro falou sobre a importância da prorrogação dos incentivos fiscais usados para modernização e abertura de novas salas de cinema através do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica – Recine (no mesmo dia, a Comissão Mista do Senado aprovou a Medida Provisória 796/2017, que prorroga o Recine até o fim de 2019).

 

“O cenário não poderia ser melhor nesse momento. Apesar da crise e recessão econômicas, o audiovisual brasileiro mantém um crescimento consistente de 9% ao ano, impulsionado pelo aumento exponencial na produção de obras seriadas e não seriadas de TV e pelo aumento da presença do cinema brasileiro nas telas. É indiscutível sua importância estratégica para o desenvolvimento do país”, afirmou o indicado durante apresentação na Comissão de Educação.

 

Christian de Castro Oliveira ocupará a vaga de Manoel Rangel, que encerrou mandato na diretoria da ANCINE, em maio de 2017.

 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal