Agência Nacional do Cinema
Tamanho da letra
  • botão de diminuição de letra
  • botão para letra voltar ao tamanho normal
  • botão para aumento de letra
Translate traduzir ImprimirImprimir 07/02/2018 16:00

Veiculação de obras brasileiras em canais de TV Paga supera os mínimos estabelecidos em lei

Canais brasileiros de espaço qualificado exibiram 2.406 filmes nacionais em 2016

 

Preview
Ampliar

A Agência Nacional do Cinema – ANCINE divulgou nesta quarta-feira, 7 de fevereiro, o “Informe de Mercado Canais Brasileiros de Espaço Qualificado 2016”. O trabalho apresenta dados sobre a programação de 15 canais classificados sob esse perfil, trazendo informações sobre o comportamento das obras ao longo do ano, nos diferentes dias da semana e em faixas do horário nobre.

 

De acordo com o levantamento, o cumprimento das obrigações legais de veiculação de conteúdo nacional excedeu os valores estabelecidos em todos os grupos analisados. Em média, cada CABEQ (canal de espaço qualificado programado por programadora brasileira que veicula majoritariamente, no horário nobre, conteúdos audiovisuais brasileiros constituintes de espaço qualificado, sendo metade produzidos por produtora brasileira independente) transmitiu semanalmente 26 horas e 25 minutos de programação brasileira no horário nobre – valor que ultrapassa em 25,9% o mínimo determinado (21h/semana). A média semanal de obras independentes veiculadas no horário nobre foi de 18 horas e 45 minutos, o que representa 78,7% a mais que o patamar definido (10h30min).

 

Nos CABEQ Superbrasileiros (canais que devem veicular pelo menos 12 horas diárias de conteúdo audiovisual brasileiro produzido por produtora brasileira independente), a média de obras independentes correspondeu a 17 horas e 47 minutos por dia, superando em 48,3% as obrigações legais (12h/diárias). Já a média diária no horário nobre foi de 4 horas e 37 minutos por canal, ou 54,0% a mais que o estipulado (3h/diárias).

 

Já nos CABEQ infantis (canais brasileiros de espaço qualificado com perfil voltado a crianças e adolescentes) foram transmitidas 31 horas e 9 minutos semanais de programação brasileira em média, no horário nobre, o que ultrapassa em 27,2% o mínimo estabelecido (24h30/semanais). Nesses canais, a média de obras brasileiras independentes foi de 19 horas e 41 minutos por canal, ou 60,8% a mais que o estabelecido (12h15/semanais).

 

O trabalho aborda ainda a programação brasileira de acordo com o gênero das obras, ano de produção e organização seriada, apresentando rankings dos filmes e séries nacionais com mais horas de veiculação no ano. No total, foram veiculados 105 filmes brasileiros nos CABEQ, 2.290 nos CABEQ SB e 37 nos CABEQs infantis, totalizando 2.406 filmes nacionais quando desconsiderados os títulos repetidos. Já as obras seriadas ocuparam 66,1% das horas da programação, correspondendo a 578 títulos seriados – sem contabilizar episódios e capítulos.

 

O informe, produzido pela Superintendência de Análise de Mercado (SAM), complementa a série de publicações sobre a programação da TV Paga em 2016.  Também já estão acessíveis no site do OCA, na seção Televisão,  o “Informe Anual de TV Paga 2016” e a “Listagem de Obras Brasileiras Veiculadas na TV Paga por ano 2016”. A previsão é que, até o fim do primeiro semestre de 2018, estejam disponíveis novas publicações com dados de 2017.

 

O informe completo está disponível no site do Observatório Brasileiro do Cinema Nacional - OCA.

 

 

Compartilhar
 

Formulário de busca

Plano de Diretrizes e Metas

  • Conselho Superior do Cinema

Mapa de Mostras e Festivais

Mapa de Complexos Cinematográficos

Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual

Dados e análises técnicas sobre o mercado audiovisual brasileiro
 

Fundo Setorial do Audiovisual

Fundo destinado ao desenvolvimento da cadeia produtiva do audiovisual
 

Cinema Perto de Você

O programa que está levando mais cinemas para mais brasileiros
 

Carta de Serviços

Informa a sociedade sobre os serviços prestados pela Agência
 
 
OIA
CACI
Acesso à Informação
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal