Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 16/12/2011 17:14

ANCINE realiza reunião sobre cumprimento da Cota de Tela em 2011

Produtores, distribuidores e exibidores se encontraram no Rio de Janeiro

Preview
Ampliar

No início de dezembro a ANCINE realizou em seu Escritório Central, no Rio de Janeiro, uma reunião com representantes dos setores de produção, distribuição e exibição para coletar informações e impressões sobre o desempenho do cinema brasileiro e o cumprimento da Cota de Tela em 2011. A partir desses relatos, anualmente a ANCINE elabora estudos técnicos com o objetivo de subsidiar a decisão do presidente da República de fixar o número mínimo de dias e a variedade de títulos nacionais que deverão ser exibidos nos cinemas.

 

A Cota de Tela é um instrumento adotado em diversos países para promover o aumento da competitividade e a sustentabilidade da indústria cinematográfica nacional. No Brasil, a “reserva de dias” foi estabelecida pela primeira vez na década de 30 e, desde então, foi reeditada e aprimorada de acordo o desenvolvimento da indústria cinematográfica nacional. Desde a década de 90 é fixada por meio de decreto presidencial.

 

No encontro, o diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel apresentou um panorama do mercado cinematográfico brasileiro em 2011, destacando a expansão do parque exibidor e aumento da frequência de espectadores nas salas de exibição. “Até o momento foram lançados 87 filmes nacionais, sendo que 7 títulos alcançaram a marca de um milhão de espectadores e 3 tiveram mais de 2 milhões de pagantes. A renda total de bilheteria no país deve fechar em R$ 1,4 bilhão, com 140 milhões de ingressos vendidos. Esses números superam os recordes de 2010”, informou Rangel, acrescentando que com esses resultados o Brasil deve se confirmar como o principal mercado latino de cinema em termos de rendimento, ultrapassando o México.

 

Estiveram presentes ao encontro Isa Albuquerque, representante da ABRE; Dodô Brandão, representante da ABRACI; Luiz Severiano Ribeiro Neto, representante da ABRACINE; Ricardo Difini Leite e Adhemar de Oliveira, representantes da FENEEC; Marcelo Bertini, representante da ABRAPLEX; Bruno Wainer e Sérgio Sá Leitão, representantes da ADIBRA; Patrícia Kamitsusi, representante do Sindicato dos Distribuidores de SP; Jorge Peregrino, representante do Sindicato dos Distribuidores do RJ; Débora Ivanov, representante do SIAESP; José Araripe Junior, representante da APCNN; Sylvia Palma e Carla Osório, representantes da CBC; Liane Maria, representante da APBA; Augusto Sevá, representante da APACI; Paulo Sérgio Almeida, representante da SICAV, e Isa Albuquerque, representante da Associação Brasileira dos Realizadores- ABRE.

 

Pela ANCINE participaram, além do diretor-presidente, Manoel Rangel, os diretores Glauber Piva e Vera Zaverucha e representantes das superintendências Executiva, de Acompanhamento de Mercado e de Fiscalização.

 
 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cidadania - Governo Federal