Agência Nacional do Cinema
Translate traduzir ImprimirImprimir 28/05/2012 15:12

Curta brasileiro ganha menção especial na 65ª edição do Festival de Cannes

"O duplo", de Juliana Rojas, recebeu menção especial do Prêmio Nikon; cinema brasileiro participou do festival como convidado de honra

Preview
Ampliar
Cena de "O duplo", de Juliana Rojas

País homenageado na 65ª edição do Festival de Cannes, encerrado no domingo, 27/05, o Brasil conquistou uma menção especial do Prêmio Nikon para o curta-metragem "O duplo", de Juliana Rojas. A premiação integrou a a Semana da Crítica, uma das mostras paralelas do festival.

 

O curta conta a história de uma professora que tem a vida alterada quando seu duplo aparece em cena e começa a interferir em sua rotina. A diretora já havia participado do festival em 2011, quando apresentou o longa "Trabalhar Cansa" na mostra Um Certo Olhar.

 

Na edição deste ano do festival, o cinema brasileiro foi homenageado com a exibição de "Cabra Marcado Para Morrer" (1985), de Eduardo Coutinho, "A Música Segundo Tom Jobim" (2012), de Nelson Pereira dos Santos e Dora Jobim, e "Xica da Silva" (1976), de Cacá Diegues, dentro da mostra Cannes Classics. Diegues também presidiu o júri do prêmio Câmera de Ouro, concedido ao filme americano ‘Beast of Southern Wild’.

 

Além disso, o longa "Na Estrada” ("On the Road"), do diretor brasileiro Walter Salles, participou da seleção oficial, concorrendo à Palma de Ouro. Nas competições paralelas, a Quinzena dos Realizadores teve dois curtas brasileiros em competição: ‘Porcos Raivosos’, de Leonardo Sette e Isabel Penoni, e ‘Os Mortos-vivos’, de  Anita Rocha da Silveira. A coprodução entre Brasil, Espanha e Argentina "Infância Clandestina", longa dirigido pelo argentino Benjamin Ávila, também esteve entre os selecionados. Já a coprodução entre Brasil, Colômbia e França "La Playa" foi exibida na mostra Um Certo Olhar.

 

A Palma de Ouro, principal prêmio do festival, foi para o diretor austríaco Michael Haneke, pelo filme "Amour".

 

Confira a lista das principais premiações do festival:

 

Palma de Ouro:  "Amour", de Michael Haneke

 

Grande Prêmio:  "Reality", de Matteo Garrone

 

Prêmio do Júri:  "The Angels' Share", de Ken Loach

 

Melhor Atriz:  Cosmina Stratan e Cristina Flutur, em "Beyond the Hills"

 

Melhor Ator:  Mads Mikkelsen, em "The Hunt"

 

Melhor Diretor:  Carlos Reygadas por "Post tenebras lux"

 

Melhor Roteiro: "Beyond the hills", de Cristian Mungiu

 

Câmera de Ouro:  "Beast of the Southern Wild", de Benh Zeitlin

 

Mais informações na página do 65ª edição do Festival de Cannes.

 

Formulário de busca

Plano de Diretrizes e Metas

  • Conselho Superior do Cinema

Mapa de Mostras e Festivais

Mapa de Complexos Cinematográficos

 
Ícone Webmail Webmail Ícone Mapa Mapa do site SEI
Agência Nacional do Cinema - Ministério da Cultura - Governo Federal